segunda-feira, 6 de junho de 2011

Poesia Marginal e Movimento Estudantil, debate com Marcelo Dolabela, Chacal e Ricardo aleixo

Informações da Cedecom/UFMG

Espaço TIM UFMG do Conhecimento sedia encontro de poetas amanhã

Amanhã, 7 de junho, às 19h30, o Espaço TIM UFMG do Conhecimento receberá três grandes poetas brasileiros: Chacal, Marcelo Dolabela e Ricardo Aleixo. Eles vão debater a Poesia Marginal & Movimento Estudantil com a mediação da professora de História da UFMG, Heloisa Starling. 
O evento é promovido em parceria com o projeto Sentimentos do Mundo.
 
Para Chacal será uma oportunidade de falar sobre o assunto sem a paixão, às vezes bélica, que dominava os poetas. “Éramos considerados alienados e porra-loucas tanto pela direita quanto pela esquerda”, lembra. 
O expoente carioca do gênero também acha que o encontro na Praça da Liberdade pode servir para cutucar a juventude atual que, na opinião dele, é bastante alienada e consumista.

Na avaliação de Marcelo Dolabela, referência mineira da poesia marginal, com 50 livros publicados, 48 de forma independente, a hora será de colocar na balança poesia e movimento estudantil. 

Para começar essa ‘pesagem’, ele adianta que a poesia marginal nunca saiu de cena já que impregnou a cultura de forma definitiva. “Podemos ver seus traços no teatro, em músicas do Pato Fu ou em textos de jornalistas da área cultural de Belo Horizonte”, exemplifica, considerando que se esse tipo de fazer poético chegou à Praça da Liberdade em 2011, onde nunca pode entrar nos anos 1970, é por puro mérito.

Ricardo Aleixo, considerado por Dolabela como poeta atuante, que conhece a poesia marginal a fundo, diz que, na época, o gênero não o atraía por causa da despretensão com o rigor estético e pelo excesso de espontaneidade. Ele reconhece também a força de contestação da poesia marginal e menciona a ideia de composição quase coletiva, que não destacava cada poeta individualmente. 

“Acho, inclusive, que esse tratamento adotado pelos poetas era uma estratégia para desmontar a lógica do destaque presente, por exemplo, na poesia modernista”, analisa. Pelo fato de não ter participado nem do movimento estudantil nem da poesia marginal, Ricardo Aleixo brinca dizendo que vai para o debate como ‘franco atirador’.

Recital
Na manhã do dia 7, às 10h30, o poeta Chacal é o convidado da segunda edição de 2011 do Ciclo de Conferências Sentimentos do Mundo, no auditório da Reitoria da UFMG, campus Pampulha. 
Ele fará um recital com o tema Marginália e Experimentação: Poesia e Movimento Estudantil. Em seguida, lança dois livros – Uma História à Margem e Belvedere. No mesmo horário será aberta a exposição de imagens e poemas com o mesmo tema do recital, no saguão da Reitoria.


Serviço:
Evento: Mesa-redonda Poesia Marginal & Movimento Estudantil, com Chacal, Marcelo Dolabela, Ricardo Aleixo e Heloisa Starling
Data: 7 de junho, às 19h30
Local: 5º andar do Espaço TIM UFMG do Conhecimento



Assessoria de Imprensa Cedecom/UFMG
assessoriadeimprensa@ufmg.br
(31) 3409-4476 / (31) 3409-4189

Nenhum comentário:

Postar um comentário